Copyright © 2005
Memorial Getúlio Vargas
Praça Luís de Camões
(ao lado do Hotel Glória), RJ
Ouvidoria do Município
Ouvidoria do Município
Créditos de produção
 

1936
Visita de Le Corbusier
ao Brasil
1937
Criação do SPHAN
1943
Construção da Pampulha
1944
Inauguração da Av. Pres.
Vargas e do Aeroporto
Santos Dumont
1945
Inauguração do prédio
do Ministério da Educação
e Saúde 1946

Inauguração da Av. Brasil

 

Vargas e operários na baixada fluminense
Durante os 15 anos do primeiro governo de Getúlio Vargas, o Rio de Janeiro passou por profundas reformas urbanas e arquitetônicas. Entre 1920 e 1940, a cidade ganhou mais 600 mil habitantes. A cidade era bela, como registrou André Filho, em 1934, com sua marcha Cidade Maravilhosa. Mas o aumento de pessoas e carros exigia melhorias nas vias de circulação. Proclamado o Estado Novo, Henrique Dodsworth foi nomeado prefeito. Aproveitando o ambiente político autoritário, Dodsworth, com o apoio do presidente, empreendeu grandes obras. O centro da cidade foi rasgado por uma grande avenida, a Presidente Vargas, perpendicular à Avenida Rio Branco. A construção exigiu a derrubada de quatro igrejas e mais 525 prédios. Outras grandes obras foram a Avenida Brasil, que ligou o centro à Zona Oeste, o arrasamento do Morro de Santo Antônio, a urbanização da Esplanada do Castelo, a construção do Aeroporto Santos Dumont sobre àrea aterrada e a ampliação do mirante da estátua do Cristo Redentor. Ao mesmo tempo, sob a iniciativa particular, Copacabana crescia rapidamente, exibindo os primeiros arranha-céus.

No campo da arquitetura, foram construídos novos prédios para os Ministérios da Guerra, da Fazenda e, o mais importante, da Educação e Saúde, os dois últimos na Esplanada do Castelo. O projeto do Ministério da Educação e Saúde congregou os melhores representantes da nova geração de arquitetos, pintores e escultores, como Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Cândido Portinari, Bruno Giorgi e Burle Marx. O prédio tornou-se marco da arquitetura, pintura e escultura modernas no Rio de Janeiro e no Brasil.

 

Av. Presidente Vargas em construção. Rio, 1943/1944
Crédito: CPDOC/FGV - Arquivo GC (Epaminondas)

Edifício do Ministério da Educação e Saúde em construção. Rio, 1943/1944
Crédito: CPDOC/FGV - Arquivo GC

Folheto sobre a construção da Av. Brasil na gestão de Dodsworth. Rio, 1941/1945
Crédito: CPDOC/FGV - Arquivo GC

Getúlio visita obras de abastecimento da adutora Ribeirão das Lajes. Rio, 1939
Crédito: Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro - R 3334/06 P.564

Visita às obras do Balneário de Ramos. Rio, 1944
Crédito: CPDOC/FGV - Arquivo GV (Jean Manzon)

No Itanhangá Golfe Clube. Rio, 1931
Crédito: CPDOC/FGV - Arquivo GC (Peter Lange)

Ministério da Guerra e Av. Marechal Floriano. Rio, 1945
Crédito: CPDOC/FGV - Álbuns Família Vargas (A16)

Ministério da Fazenda. Rio, 1943
Crédito: Ministério da Fazenda (Rosembauer)

Aeroporto Santos Dumont. Rio, 1945
Crédito: CPDOC/FGV - Arquivo GC (Peter Lange)

Com Darcy Vargas na residência da família Guinle, Ilha de Brocoió. Rio, 1936
Crédito: CPDOC/FGV - Arquivo GV