Prefeitura Itinerante
Publicado em 07.09.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeito apresenta Programa de Recuperação Ambiental da Bacia de Jacarepaguá

No último dia do projeto Prefeitura Itinerante em Jacarepaguá, o prefeito Eduardo Paes anunciou nesta segunda-feira, dia 7, o início do Programa de Recuperação Ambiental da Bacia de Jacarepaguá, que irá controlar as enchentes e melhorar as condições ambientais da região. O investimento é de R$ 340 milhões, em parceria com o Governo Federal e com a Caixa Econômica, e irá beneficiar cerca de 350 mil habitantes.

Durante o encontro, realizado na Lona Cultural Municipal Jacob do Bandolim, centenas de moradores puderam conhecer de perto o Programa de Recuperação Ambiental da Bacia de Jacarepaguá que inclui a macrodrenagem de 15 rios da região: Retiro, Cachoeira (1 e 2), Itanhangá, Amendoeira, Muzema, Papagaio, Sangrador, Covanca, Pechincha, Tindiba, Banca da Velha, São Francisco, Grande e Pequeno e o Córrego da Panela. As obras terão início ainda este ano e têm previsão de conclusão no final de 2012.

De acordo com o prefeito, serão muitas as intervenções realizadas para melhorar a qualidade de vida daquela população.

"Essa é uma região que foi afetada por enchentes ao longo desses últimos 10, 15 anos, de maneira absurda. E o que anunciamos hoje são obras que canalizam absolutamente todos os rios da Baixada de Jacarepaguá, dragam, reassentam famílias, faz replantio de vegetação nessas margens e abrem novas avenidas em Jacarepaguá. É uma obra revolucionária e reestrutural que Jacarepaguá pede há, pelo menos, 20 anos", afirmou.

Serão realizadas ações de dragagem de 543.186 m³; desassoreamento com retirada de 54 mil caminhões de terra e lixo; canalização de mais de 91km de rios; implantação de mais de 28 mil metros de avenidas canais; recomposição de leitos de rio; reflorestamento de 600 hectares dos maciços da Tijuca e da Pedra Branca; e ações de educação sócio-ambiental.

Além disso, haverá o reassentamento de famílias instaladas em áreas de risco e a construção de unidades habitacionais dentro do programa “Minha Casa, Minha Vida”.

"Nessa primeira fase iremos reassentar pouco menos que mil famílias, que receberão casas próximas aos locais onde elas moram atualmente", explicou o prefeito, ressaltando a importância dessas obras para a região.

"No carnaval de 1996 pude acompanhar de perto o drama de várias famílias que perderam tudo durante uma das maiores enchentes que Jacarepaguá já sofreu. Por isso, é uma alegria poder realizar aquilo que a gente sabe que as pessoas precisam. Eu conheço bem a realidade dos bairros da cidade do Rio de Janeiro, deste aqui especificamente, e essa sensibilidade me permitiu desde o primeiro dia de governo correr atrás desses recursos para mudar a vida dessas pessoas que moram aqui", desabafou Paes.

O projeto também é fundamental para a candidatura do Rio aos Jogos Olímpicos de 2016, já que boa parte das competições acontecerá na região da Barra da Tijuca e Jacarepaguá.

Todo o Programa será desenvolvido pelas secretarias municipais de Obras e Conservação, através da Subsecretaria de Gestão de Bacias Hidrográficas – Rio-Águas; de Meio Ambiente; de Assistência Social e de Habitação. Participaram do encontro os secretários municipais Pedro Paulo Carvalho (Casa Civil), Luiz Antonio Guaraná (Obras e Conservação), o subprefeito da Barra e Jacarepaguá, Tiago Mohamed, a superintende da Caixa Econômica, Nelma Souza, o presidente da Alerj, Jorge Picciani, além de outras autoridades municipais, deputados e vereadores, e moradores.

Texto: Juliana Romar | Fotos: Beth Santos

Publicado em 06.09.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Eduardo Paes anuncia obras do PAC na Colônia Juliano Moreira

Na manhã deste domingo, dia 6, durante o projeto Prefeitura Itinerante em Jacarepaguá, o prefeito Eduardo Paes anunciou uma série de intervenções e obras de urbanização na Colônia Juliano Moreira, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Através da parceria entre a Prefeitura do Rio, o Governo Federal e a Caixa Econômica, serão investidos R$ 140 milhões no projeto que vai transformar a colônia em um novo bairro, preservando a sua área verde e a qualidade ambiental.

Para apresentar o projeto, Eduardo Paes e o secretário municipal de Habitação, Jorge Bittar, se reuniram com os moradores da região e explicaram detalhadamente as intervenções, garantindo a permanência das pessoas que hoje residem ali. O prefeito falou com clareza sobre as transformações que a Colônia sofrerá para o benefício da população local.

"A Colônia Juliano Moreira é uma área enorme dentro da cidade. As obras que vamos fazer vão ser de urbanização de todas as comunidades da colônia, de recuperação de uma parte importante do patrimônio histórico, inclusive, para o Museu do Bispo do Rosário. São obras de drenagem, pavimentação, esgoto e água, praça, creche, posto de saúde, dentre outras. Ou seja, vamos transformar a colônia de fato em um bairro da cidade". disse, enfatizando que o local receberá unidades habitacionais.

"As pessoas que residem naquelas moradias que estão em área de proteção ambiental, nas margens de rio, correndo risco, serão reassentadas na própria colônia. A Prefeitura vai construir uma série de novas habitações para oferecer aos moradores", afirmou.

Na Colônia Juliano Moreira, localizada em uma área de 77 km² (maior que o bairro de Ipanema), haverá urbanização de todas as comunidades; implantação de total infraestrutura, com área de lazer, praças, conjuntos poliesportivos, com quadras, campos de futebol e vestiários; construção de 1.665 novas unidades habitacionais, inclusive integradas com o programa “Minha Casa, Minha Vida”; regularização fundiária; construção de creches e de um Terminal Rodoviário.

Também está programada a preservação da memória local com a recuperação do aqueduto e do centro histórico, onde será criado o Museu Bispo do Rosário, no antigo Pavilhão 1. Para acabar com o grande problema das enchentes, que afeta centenas de moradores da colônia, a Prefeitura irá realizar obras de dragagem e escoamento em diversas áreas atingidas pelos rios Engenho Novo, do Areal, Monjolo, Guerenguê e Pavuninha.

Durante a reunião, o prefeito anunciou ainda a reconversão dos pavilhões e galpões existentes, a construção das Casas Assistidas, um equipamento de saúde mental, a abertura de novas ligações viárias e a construção de ciclovia em toda a colônia e no entorno, levando os moradores até o centro da Taquara.

"A primeira grande licitação, de quase R$ 30 milhões, vai ser aberta nesta próxima semana e a primeira grande obra começa já num prazo máximo de 30 dias. A partir daí as obras vão avançando e a gente imagina que em dois anos e meio a colônia já esteja completamente reurbanizada", afirmou Paes, ressaltando o objetivo do projeto.

"A gente tem um grande desafio pela frente, mas eu tenho certeza de que essas obras são o começo dessa transformação. O que queremos é tratar com dignidade as pessoas que moram aqui".

Participaram do encontro os secretários municipais Pedro Paulo Carvalho (Casa Civil), Luiz Antonio Guaraná (Obras e Conservação), o subprefeito da Barra e Jacarepaguá, Tiago Mohamed, o presidente da Alerj, Jorge Picciani, além de outras autoridades municipais, deputados e vereadores, e moradores.

Colônia Juliano Moreira – Localizada na Estrada Rodrigues Caldas, 3.400, a Colônia Juliano Moreira foi fundada no início do século XX para abrigo e tratamento de pacientes com problemas psiquiátricos. O local já abrigou cerca de 5 mil internos. Hoje, conta com 530 pacientes residentes, todos com mais de 70 anos. Arthur Bispo do Rosário, falecido em 1989, foi um dos pacientes. Ele residiu durante 50 anos na colônia, onde produziu suas obras, tornando-se um dos artistas plásticos mais reconhecidos em todo o mundo.

Regularização – Em entrevista à imprensa, o prefeito falou sobre a regularização fundiária prevista para todas as comunidades da cidade.

"Nós vamos dar início a um grande programa de regularização em comunidades na cidade do Rio de Janeiro. Já fizemos um entendimento com os cartórios e as pessoas vão receber os seus registros de imóveis. Começaremos pela Rocinha, mas a Colônia Juliano Moreira é a primeira comunidade que nós imaginamos que tenha essa regularização fundiária como um todo. A idéia é ampliar para todas as comunidades do Rio, não só dando alvará para os comércios, mas, também, regularizando a posse e as propriedades para que as pessoas tenham um registro de imóveis", falou.

Texto: Juliana Romar | Fotos: Beth Santos

Publicado em 05.09.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeito anuncia melhorias na urbanização de Jacarepaguá

Em mais uma atuação no projeto Prefeitura Itinerante, desta vez em Jacarepaguá, o prefeito Eduardo Paes participou, no início da tarde deste sábado, dia 5, do evento "Celebração da Saúde e da Cidadania", que reuniu diversas ações de saúde, educação e cultura na praça principal de Rio das Pedras.

Eduardo Paes anunciou obras de urbanização para a comunidade do Areal, uma das áreas mais precárias de atenção do poder público naquele bairro.

"Estamos fazendo essa Prefeitura Itinerante aqui em Jacarepaguá, que é uma região da cidade que precisa de investimentos. Eu já estive de manhã percorrendo várias comunidades. E a área do outro lado, conhecida como Areal, é uma área que não foi urbanizada e nós estamos captando recursos junto ao Governo Federal para fazer a urbanização daquele local", disse o prefeito, destacando algumas ações que já estão sendo implementadas em Jacarepaguá.

"Nesse momento a Prefeitura está fazendo obras em várias vielas de ruas daqui. São obras de drenagem, de esgoto e de água. Também estamos fazendo o trabalho de combate à dengue, que é uma ação sempre importante e tem sido permanente, independente de surto ou epidemia", afirmou Paes.

Durante o evento na praça, o prefeito conversou com moradores, ouviu sugestões e recebeu pedidos de obras e melhorias para a comunidade de Rio das Pedras. Em seguida, ele percorreu os diversos estandes espalhados pelo local, onde interagiu com os funcionários que davam orientações sobre alimentação e nutrição e realizavam medição da pressão arterial e de peso.

Além disso, Paes visitou o ônibus da Defesa Civil sobre noções básicas de primeiros socorros e assistiu a apresentações do grupo artístico Pedro Aleixo, da Cidade de Deus, e da bateria do Grêmio Recreativo Castelo das Pedras, que resgatou sambas antigos e animou a população que estava presente no evento.

Para toda a região de Jacarepaguá, que é uma das mais populosas da cidade, com quase 1 milhão de moradores em mais de 31 mil domicílios, o prefeito anunciou que a Secretaria Municipal de Habitação já está estudando junto aos cartórios a regularização fundiária. Esse projeto vai permitir que os moradores caminhem dentro da legalidade, assim como foi feito com a implementação do “Choque de Legalidade”, que emite alvarás e agiliza os procedimentos de legalização dos estabelecimentos comerciais e de prestação de serviço em Rio das Pedras.

"Nós queremos que todas as favelas da cidade tenham os seus comércios regularizados, com alvará e com licença para que as pessoas passem a recolher as suas taxas e a pagar as suas obrigações e, principalmente, que elas possam ter o direito e a tranquilidade do seu comércio estar funcionando. Mas nossa idéia é ampliar.. E vamos fazer isso não só para o comércio, como para a regularização fundiária nas comunidades do Rio de Janeiro", falou, ressaltando o papel do poder público nessa ação.

"Não dá pra gente exigir das pessoas que cumpram a lei quando esta é impossível de ser cumprida. E, ao mesmo tempo em que nós temos o choque de ordem e um conjunto de ações importantes para fazer com que as pessoas cumpram as regras da cidade, nós fazemos um esforço para flexibilizar também e permitir que essas pessoas caminhem dentro da legalidade".

Durante toda a manhã, a "Celebração da Saúde e da Cidadania" reuniu centenas de moradores da região que puderam usufruir de ações gratuitas de saúde, vacinação, medicina alternativa, educação, esporte e lazer, meio ambiente, serviços de retirada de 2ª via de documentos, informações de combate ao mosquito da dengue, dentre outras, além de apresentações teatrais, musicais e de dança.

Participaram do evento os secretários municipais Pedro Paulo Carvalho (Casa Civil), Rodrigo Bethlem (Ordem Pública), Francisco de Carvalho (Esporte e Lazer), o subprefeito da Barra e Jacarepaguá, Tiago Mohamed, além de outras autoridades municipais, deputados e vereadores, e convidados.

Texto: Juliana Romar | Fotos: Beth Santos

Publicado em 04.09.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeitura Itinerante em Jacarepaguá amplia o atendimento em creches municipais

O prefeito Eduardo Paes deu início na tarde desta sexta-feira, dia 4, à terceira edição do Prefeitura Itinerante lançando, em Jacarepaguá, o programa Primeira Infância Completa, que vai abrir as creches municipais aos sábados para crianças de 3 meses a 3 anos e 11 meses de idade que ainda não estão matriculadas em unidades municipais. Com foco desta vez na macroregião de Jacarepaguá, a Prefeitura Itinerante vai percorrer bairros e comunidades durante todo o feriado prolongado pelo Dia da Independência (de hoje até segunda-feira, 7 de setembro), anunciando melhorias e ouvindo as sugestões da populações locais.

O lançamento do Primeira Infância Completa ocorreu na Creche Municipal Maria da Conceição Silveira de Carvalho, em Curicica, que junto com outras nove creches municipais – uma de cada Coordenadoria Regional de Educação (CRE) da Secretaria Municipal de Educação – fará uma experiência piloto desse novo modelo de atendimento, voltado para as crianças que estão na lista de espera por vagas em creches do Município.

Dentro da iniciativa, todos os sábados a partir do próximo dia 19 de setembro essas crianças ficarão das 9h às 17h nas creches, participando de atividades educativas e de lazer. E no final da tarde os pais, antes de buscarem seus filhos, receberão orientação sobre a importância da educação e da atenção familiar, e ainda a respeito de hábitos saudáveis e doenças comuns na infância, bem como sobre endemias como dengue e gripe A, entre outros assuntos.

"A gente quer fazer uma aposta no futuro das crianças, porque isso é apostar no futuro da cidade. Não vamos fazer milagre nem resolver todos os problemas, mas temos capacidade de produzir muito para melhorar a vida dessas crianças", defendeu o prefeito, lembrando de outras iniciativas já adotadas este ano para melhorar a qualidade do ensino na rede municipal, como as Escolas do Amanhã e o Reforço Escolar.

Eduardo Paes também reafirmou o compromisso de dobrar o número de vagas nas creches, e aproveitou para informar que já estão adiantados os projetos de mais duas novas unidades somente na região de Curicica, além de outras em toda a cidade que serão inauguradas ainda este ano.

"Não é admissível que a mãe que queira trabalhar para aumentar a renda da família tenha que deixar o irmão mais velho cuidando do mais novo", comentou Paes, ao lado da secretária municipal de Educação, Cláudia Costin, e dos secretários municipais de Saúde, Hans Dohman, e de Assistência Social, Fernando William, parceiros da SME no Primeira Infância.

Durante a cerimônia, Cláudia Costin apresentou detalhes do programa. "Aqui (em Curicica) serão atendidas as 120 primeiras crianças que já estão na sequência da fila de espera da unidade. E os pais delas terão uma hora por semana de orientação de qualidade das secretarias de Saúde, de Assistência Social e de Educação, para aprenderem a criar essa criança de maneira saudável, a estimular o cérebro dela para que possa aprender mais, e sobre como garantir saúde e laços familiares fortes", explicou.

Ainda de acordo com a secretária de Educação, as famílias também receberão visitas domiciliares de técnicos da Prefeitura, para reforçar os ensinamentos das palestras, e de equipes do Programa de Saúde da Família (PSF). Ela contou ainda que o projeto será monitorado pelos técnicos da SME até o final deste ano e, em janeiro de 2010, dependendo dos resultados, será estendido a outras creches, podendo chegar a 30 no primeiro semestre do ano que vem.

Para realizar esse trabalho, as equipes das creches receberão um acréscimo especial nos salários. “Os professores vão receber a hora extra de sábado, que no Município correspondente ao valor da hora extra comum em dobro”, detalhou Cláudia Costin.

Melhorias em Jacarepaguá – O prefeito também participou de um encontro com representantes da Associação Comercial e Industrial de Jacarepaguá (Acija), em uma churrascaria na Taquara, para ouvir sugestões sobre os principais problemas da região e antecipar algumas das ações que serão lançadas durante a Prefeitura Itinerante.

Na ocasião, ele recebeu das mãos do presidente da Acija, Fernando Fragata, um relatório que lista os principais problemas enfrentados por moradores e empresários. Paes concordou que, nos últimos anos, a situação de Jacarepaguá se tornou “complexa”, em especial na área de transportes. Esse, aliás, foi considerado por ele um dos problemas “estruturais” que a macroregião de Jacarepaguá enfrenta.

"Infelizmente ainda não vim aqui anunciar o início das obras do corredor T5, mas o projeto detalhado está pronto, e 700 desapropriações necessárias para as obras já começaram a ser feitas pela Procuradoria-Geral do Município", contou o prefeito, dizendo que espera ser possível anunciar o processo licitatório da nova linha viária “antes do dia 2 de outubro, quando o Rio será escolhido como sede dos Jogos Olímpicos de 2016”.

Paes explicou ainda que esse corredor viário ligando a Barra da Tijuca à Penha “vai cortar Jacarepaguá ao meio”, utilizando ônibus especiais e pontos de embarque diferenciados, os quais além de reordenar o trânsito trarão uma série de melhorias urbanas ao longo do trajeto.

Entre os demais problemas estruturais o prefeito apontou o saneamento – que, segundo ele, já vem sendo resolvido por meio do programa de despoluição do sistema lagunar de Jacarepaguá, o qual recebe investimentos maciços do governo estadual – e as enchentes dos rios que cortam Jacarepaguá, que ainda atingem alguns bairros.

"Para as cheias temos uma boa notícia: na segunda-feira, dentro do Prefeitura Itinerante, vamos anunciar o programa de macrodrenagem da bacia de Jacarepaguá, com a canalização e a dragagem dos rios", antecipou, lembrando que em julho passado a Prefeitura obteve do governo federal um repasse de R$ 340 milhões em recursos para serem aplicados nessas obras.

Eduardo Paes também comentou o que considera "problemas de varejo" da macroregião de Jacarepaguá, como a urbanização das ruas e a conservação das vias, além da ocupação desordenada do solo. Para essas questões, ele antecipou o anúncio da urbanização da Rua Rodrigues Caldas, a reestruturação de várias ruas e as obras de fresagem em 600 km de ruas na cidade, "a maioria delas em Jacarepaguá".

Paes destacou ainda que durante o Prefeitura Itinerante vai lançar as obras do PAC na Colônia Juliano Moreira.

"Serão R$ 100 milhões para a recuperação da comunidade local e dos sítios históricos, como o aqueduto, e do conjunto de hospitais", contou o prefeito, emendando que, na área de Saúde, publicou nesta sexta-feira decreto desapropriando o terreno de um antigo supermercado na Cidade de Deus, e onde em breve será erguida uma das primeiras Unidades de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas municipais.

Texto: Karine Fonte | Fotos: Beth Santos e AF Rodrigues

Publicado em 28.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeito do Rio lança na Zona Oeste novo modelo de gestão e atendimento em saúde

A Prefeitura do Rio começa pela Zona Oeste o processo de reestruturação do sistema municipal de saúde, com o anúncio feito pelo Prefeito Eduardo Paes do programa Saúde Presente, na manhã desta quinta-feira, dia 28. Somente nos bairros de Santa Cruz, Sepetiba e Paciência, primeiros a receber a iniciativa, serão investidos R$ 140 milhões, entre recursos municipais e federais, na construção de novas unidades de atendimento - incluindo mais uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) - e na contratação de 2 mil novos profissionais, entre outras ações.

O lançamento ocorreu na Policlínica Lincoln de Freitas Filho, em Santa Cruz. Ao lado do secretário municipal de Saúde, Hans Dohrman, o prefeito explicou que, longe de ser uma "solução mágica" para os problemas, o Saúde Presente é um "plano de voo", com o compromisso da Prefeitura do Rio de oferecer mais qualidade no atendimento aos mais de 380 mil moradores de três bairros e, no futuro, para todos os cariocas.

- O programa é, na verdade, um caminho aberto para trazer, o mais rapidamente possível, uma solução permanente que ordene o sistema de saúde em toda a cidade - afirmou, destacando que escolheu a Zona Oeste como ponto de partida por ser a área mais carente da cidade e, dentro desta, os bairros de Santa Cruz, Sepetiba e Paciência serem os mais abandonados. - Queremos começar pela área mais difícil, onde as pessoas precisam de mais atenção e estão sofrendo mais - contou.

Dentro desse conceito, o prefeito já adiantou que as regiões do Grande Méier e de Jacarepaguá serão as próximas a receber o programa. Paes também lembrou que o primeiro passo para toda essa reestruturação foi dado há cerca de dois meses, quando a Prefeitura do Rio reorganizou o atendimento nos quatro grandes hospitais de emergência - Souza Aguiar (Centro), Salgado Filho (Méier), Miguel Couto (Gávea) e Lourenço Jorge (Barra da Tijuca) - inclusive com a contratação de novos médicos, em parceria com a Fiocruz.

- Esse programa não é o fim, é o início do fim (do caos na Saúde). O programa muda o foco da saúde, cuida da atenção básica para manter o médico próximo das pessoas. Queremos que elas deixem de ir aos hospitais de emergência e se tratem com um médico próximo a elas, deixando o hospital como o lugar para a emergência, o grande trauma, a cirurgia, não para qualquer dor de garganta - argumentou o Prefeito.

Clínicas da Família - Os detalhes do Saúde Presente para a Zona Oeste foram apresentados pelo secretário de Saúde. Ele explicou que o novo modelo quer inverter o conceito "hospitalocêntrico", ao adotar como base uma nova rede de atenção básica. Para isso, serão construídas 19 Clínicas da Família, que reunirão de três a seis equipes do Programa Saúde da Família (PSF), e os 17 Postos de Saúde já existentes serão reformados.

Também serão construídos quatro Farmácias Presentes na região, para distribuição dos medicamentos que constam na lista municipal, e os horários das unidades (incluindo Clínicas da Família) serão ampliados, passando a fechar às 20h. Nas Clínicas da Família e Postos de Saúde, os pacientes com problemas crônicos, como hipertensão e diabetes, serão acompanhados por um médico e apenas por ele. Caso seja necessário, eles serão encaminhados para consultas na Policlínica Lincoln de Freitas Filho, que passa a ser a referência daquela região para atendimento especializado.

E, em casos de alta complexidade (intervenção cirúrgica, internação etc.) o paciente será encaminhado ao hospital da área - no caso, o Hospital Estadual Pedro II. A Prefeitura vai implantar ainda 43 equipes de saúde bucal para complementar o atendimento, e também núcleos comunitários de Defesa Civil e de Vigilância em Saúde, para atuar de forma preventiva contra acidentes e no combate à dengue e outras endemias.

Além disso, a região contará com duas UPAs para fazer o atendimento de emergência - uma delas já existente, na comunidade do Cesarão, e outra que deverá ser implantada na Avenida Brasil, na altura de Santa Cruz. Atenção psicossocial - Além de melhorar o atendimento a doenças físicas, o Programa Saúde Presente prevê mais investimentos nos Centros de Atenção Psicossocial (Caps), unidades especializadas em saúde mental para recuperação e reinserção de crianças, jovens e adultos com problemas psicológicos ou que sejam usuárias de álcool e drogas. A região de Santa Cruz conta hoje com um Caps e vai receber mais três: um especificamente infantil, um para usuários de drogas e um funcionando 24 horas, o primeiro do Rio de Janeiro nesse sentido.

Para complementar toda essa estrutura, será criada uma central de atendimento que terá equipes treinadas para dar apoio às equipes médicas no diagnóstico, tratamento e encaminhamento em áreas como Cardiologia, Ginecologia, Pediatria, Neurologia e outras. Essa central também vai promover a capacitação permanente das equipes e o contato entre os médicos das Clínicas da Família (que serão, em sua maioria, clínicos gerais) e médicos especialistas, para troca de informações e experiências.

Organizações Sociais - Durante a apresentação do programa, o prefeito contou que, para toda essa estrutura funcionar, a rede de saúde na Zona Oeste terá reforço de mais 2 mil profissionais de saúde. Em entrevista à imprensa ele esclareceu que, para as Clínicas da Família e as UPAs, serão contratados médicos, enfermeiros e outros através de Organizações Sociais, dentro das normas fixadas pelo projeto recentemente aprovado na Câmara Municipal.

- Mas as unidades de saúde da Prefeitura, que têm servidores públicos, serão mantidas por profissionais da SMS. Estes é que são os coordenadores, que vão tocar esse projeto e o implementar. O que nós vamos estabelecer com as OS são metas de atendimento - explicou Paes. Ele defendeu que essa medida permite a contratação de profissionais de saúde por um salário muito melhor que a média hoje, e garante a formalização da relação de trabalho. - Isso acaba com a precarização: hoje todos os postos do Programa de Saúde da Família que existem na região são conduzidos por ONGs sem transparência nem contrato de gestão. É o que vai mudar a partir de agora, garantindo também uma remuneração melhor aos profissionais - sublinhou o prefeito.

Texto: Karine Fonte | Fotos: J. P. Engelbrecht

Publicado em 26.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeito inaugura primeira linha de integração ônibus-metrô para a Zona Oeste

Os moradores de Santa Cruz têm agora uma nova opção de transporte, mais rápida e com mais conforto: o prefeito Eduardo Paes inaugurou, no início da tarde desta terça-feira, dia 26, a integração por ônibus entre Santa Cruz e a estação de Metrô de Coelho Neto.

Essa é a primeira das três linhas Expresso Oeste que serão entregues até o final de junho, ligando os principais bairros da Zona Oeste (Santa Cruz, Campo Grande e Bangu) à linha 2 do Metrô. De acordo com a Secretaria Municipal de Transportes, a linha Santa Cruz x Coelho Neto vai operar inicialmente com uma frota de cinco ônibus semi-leito com ar condicionado, da empresa Viação Algarve, utilizando 20 paradas intermediárias (10 em cada sentido) ao longo dos 47 Km que separam o início e o fim do trajeto, 15 minutos mais rápido que as linhas atuais.

Os ônibus terão tarifa fixa de R$ 4,40 com metrô incluído, o que torna o trajeto 21% mais barato. Acompanhado do secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, o prefeito explicou que a medida, além de beneficiar os moradores, é o primeiro passo para a implantação do Bilhete Único na cidade - o qual, segundo ele, vai começar exatamente pela Zona Oeste, no segundo semestre deste ano.

- Esse sistema que estamos modelando vai permitir uma pessoa, por exemplo, sair do Rio da Prata, em Campo Grande, num ônibus e com a mesma tarifa já paga chegar ao centro do bairro, pegar outro ônibus e, ainda com o mesmo bilhete, também o Metrô. Esse é o esforço que nós estamos fazendo, e no futuro vai se transformar no Bilhete Único - contou Paes. Ele lembrou ainda que as linhas do Expresso Oeste são também a oportunidade para reordenar a rede de transportes, reduzindo a quantidade de ônibus circulando ociosos e melhorando o fluxo do tráfego. - Hoje você tem, em várias áreas da cidade, ônibus vazios 'batendo lata', como na Avenida Rio Branco e nos corredores da Zona Sul. E o nosso objetivo é organizar a rede, para que os ônibus estejam integrados com Metrô, trens e barcas - afirmou, completando que em agosto devem ser anunciadas "mudanças importantes" para o transporte da Zona Oeste, em especial a regulamentação e regularização do transporte chamado alternativo.

Este, segundo o prefeito, "será de fato um transporte complementar ao oficial". Encontro com empresários - A integração ônibus-Metrô e a implantação do Bilhete Único foram algumas das ações da Prefeitura para a Zona Oeste apresentadas por Eduardo Paes durante almoço com empresários da região, realizado em Campo Grande. Ao lado de vários secretários municipais, ele antecipou o anúncio de um Plano Integrado de Saúde para a cidade, a implantação de novas UPAs e investimentos em infraestrutura. - Estamos fazendo estudos e trabalhando intensamente para criar um novo modelo de licitação, nos moldes da Linha Amarela, para a construção do Túnel da Grota Funda - disse Paes, que confirmou ainda a duplicação, em breve, da Avenida das Américas no trecho da Grota Funda.

Também durante o evento, o prefeito recebeu da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande um amplo estudo econômico, realizado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mostrando as potencialidades de cada bairro da Zona Oeste. Paes defendeu que, de fato, "não é possível tratar toda a região de maneira igual, pois cada uma tem suas características", e afirmou que o Município vem investindo na redução da burocracia para incentivar a capacidade econômica da cidade.

O prefeito citou como exemplos a flexibilização na concessão de alvará, implantada em parceria pelas secretarias Municipal de Urbanismo e Especial da Ordem Pública; e projetos como a concessão de descontos no ISS para empresas de call center instaladas na Zona Norte - ele afirmou, inclusive, que estuda ampliar essa concessão para áreas da Zona Oeste. - O Rio de Janeiro pode melhorar, mas somente se conseguirmos resgatar os subúrbios e trazer de volta para a Zona Oeste o seu valor como espaço de expansão da cidade. É isso que queremos - finalizou Paes.

Texto: Juliana Romar | Fotos: J. P. Engelbrecht

Publicado em 24.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeito anuncia obras de saneamento em Vila Kennedy e visita Parque do Mendanha

O prefeito Eduardo Paes esteve na manhã deste domingo, dia 24, na Paróquia Cristo Operário, em Vila Kennedy, onde assistiu, ao lado de centenas de fiéis, à missa celebrada por Padre Lino. Após o término da solenidade, Paes anunciou o início das obras de saneamento na região. O investimento é de mais de R$8 milhões e vai beneficiar mais de 47 mil habitantes.

Essa iniciativa faz parte do programa Prefeitura Itinerante na Zona Oeste que, durante duas semanas, está levando uma série de melhorias para essa área da cidade. O projeto, desenvolvido pela Rio-Águas, prevê a ampliação da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) de Vila Kennedy, que terá a capacidade de esgotamento sanitário aumentada em 20 vezes, e a implantação de mais de dois mil pontos de ligação entre as casas e a rede de coleta.

Também serão refeitas ligações incorretas, inadequadas ou danificadas. A obra será realizada em duas etapas, sendo a primeira fase com duração de oito meses, e também beneficiará as comunidades de Nova Kennedy, Vila Progresso, Estrada da Saudade, Rua Congo e Alto Kennedy. Para o prefeito Eduardo Paes, esse investimento é fundamental não só para a Zona Oeste, mas para toda a cidade. - Para mim hoje é um dia especialmente feliz. Estou aqui para anunciar o início das obras de saneamento em toda a Vila Kennedy. A importância desse trabalho é tirar aquela língua negra da frente das casas, é proporcionar aos filhos mais chance de ter uma vida saudável, é oferecer saúde preventiva, é trazer dignidade para o morador da Zona Oeste. E é dessa maneira que nós vamos caminhar durante esse governo – afirmou, alegando que na próxima semana começará as obras de saneamento também em Guaratiba e em Sepetiba e anunciará um novo sistema de saúde para toda a cidade. - Quando a gente faz o programa Prefeitura Itinerante, o que estamos querendo dizer é que estamos indo em direção ao problema. E um dos grandes problemas que encontramos é na área da saúde. Por isso, na próxima quinta-feira (dia 28) vamos anunciar a criação das teias, em que teremos o sistema todo de saúde funcionando plenamente, com atenção básica, principalmente, e com o Programa de Saúde da Família (PSF), posto de saúde, UPA e hospital funcionando. E vamos começar pela Zona Oeste – ressaltou Paes, confirmando que a primeira UPA 24 horas de seu governo será inaugurada na Vila Kennedy no início do segundo semestre.

Também participaram do evento os secretários municipais Luiz Antônio Guaraná (Obras), Francisco Carvalho (Esporte e Lazer) e o subprefeito da Zona Oeste, Edimar Teixeira, além de outras autoridades municipais e estaduais.

Parque do Mendanha - Em seguida, o prefeito visitou o Parque Natural Municipal do Mendanha, em Bangu, onde constatou o abandono do local e conversou com responsáveis em busca de providências para a retomada do funcionamento do parque.

- Esse parque foi feito há cerca de oito anos e está completamente abandonado. A piscina não funciona mais, a estrutura de lazer que temos aqui, como a ponte suspensa e a área de piquenique, está em péssimo estado. Por isso, nós viemos fazer essa visita aqui hoje para levantar os problemas. A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da Fundação Parques e Jardins já estão autorizadas a tomar as providências para recuperar e colocar o parque em pleno funcionamento. Essa é uma área privilegiada para a Zona Oeste que, num domingo de sol como hoje, poderia estar cheia de famílias se divertindo, mas infelizmente está abandonada – disse.

A unidade de conservação fica na área da Serra do Mendanha, entre Bangu e Campo Grande, na Zona Oeste, compreendendo a Macrobacia das Baías de Sepetiba e da Guanabara. Possui 1.450 hectares de área e abriga diversas espécies da fauna e flora, incluindo muitas da Mata Atlântica. Além de toda essa beleza natural, os visitantes têm à disposição brinquedos (gangorra e balanços) e área de churrasqueiras, além de uma pequena ponte suspensa, construída em madeira que corta um trecho dedicado ao passeio a pé.

Texto: Juliana Romar | Fotos: J. P. Engelbrecht

Publicado em 21.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeito lança Projeto Rio em Forma na Zona Oeste

O prefeito Eduardo Paes lançou na manhã desta quinta-feira, dia 21, o primeiro núcleo do Projeto Rio em Forma na comunidade do Batam, em Realengo, dentro do programa Prefeitura Itinerante da Zona Oeste. A iniciativa, coordenada pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL), vai oferecer diferentes modalidades esportivas a crianças da Rede Municipal de Ensino a partir dos 7 anos de idade, em horários alternativos ao período escolar.

Haverá ainda atividades saudáveis para adultos e pessoas na terceira idade, de maneira a estimular o convívio entre as diferentes faixas etárias. A meta final é que os moradores das comunidades atendidas tenham acesso ilimitado a práticas de esporte e lazer. Durante a cerimônia de lançamento, que teve a presença do jogador de futebol Adriano, ex-Inter de Milão e atual contratação do Flamengo, o prefeito ressaltou o quanto a prática esportiva é importante para as crianças, sobretudo as que moram em áreas de baixa renda. - O esporte é a área que mais incentiva as crianças, principalmente aquelas que não têm perspectivas em relação ao futuro. Por isso vamos levar esse projeto a várias comunidades, começando pelo Batam - disse Paes.

De acordo com o secretário municipal de Esportes e Lazer, Francisco de Carvalho, nos próximos 30 dias equipes técnicas da SMEL vão avaliar quais modalidades esportivas serão implantadas na comunidade, e que locais, entre praças, áreas de lazer e clubes, são os mais adequados para as aulas, que começam em 60 dias. Ainda segundo ele, já há 150 localidades listadas para receber o projeto. - Este é apenas o primeiro núcleo. O próximo será na Vila Cruzeiro (no Complexo do Alemão), em homenagem ao Adriano - contou o secretário. Urbanização e PSF - Após a cerimônia, o prefeito aproveitou para visitar algumas ruas da comunidade e ouvir críticas e sugestões dos moradores. Um dos locais visitados foi a Travessa Aborá, que corta a Rua São Dagoberto, uma das principais vias da comunidade.

Nesse local, construções irregulares alteraram o leito de um canal, o que provoca constantes alagamentos em dias de chuva. - Muitas obras precisam ser feitas aqui, e para isso vamos definir os projetos e realizar as melhorias necessárias - comentou Eduardo Paes, que fez a visita ao lado do secretário municipal de Obras, Luís Antônio Guaraná. Paes afirmou que vai enviar técnicos da SMO para planejar as obras de drenagem e reurbanização que a comunidade precisa, e ainda para reestruturar, dentro dos próximos 25 dias, toda a rede de iluminação pública do Batam.

Paes visitou ainda, acompanhado pelo secretário municipal de Saúde, Hans Dohmann, o núcleo do Programa Agentes Comunitários de Saúde, que no Batam conta com um enfermeiro e uma equipe de voluntários. O Prefeito anunciou que, embora a unidade seja "ótima", será transformada em um núcleo do Programa de Saúde da Família (PSF), para que possa oferecer médicos de diferentes especialidades que façam "além do básico", como medição de pressão e medicação primária. Ao final, o prefeito conheceu a Escola Municipal Costa do Marfim, que atende a quase 200 alunos desde a Educação Infantil até o 5° ano do Ensino Fundamental. A unidade, segundo o Prefeito, está em boas condições, precisando apenas de algumas melhorias. Ele garantiu também que os professores terão requalificação profissional. Além disso, anunciou a construção de uma creche na comunidade até o fim do ano.

Texto: Juliana Romar | Fotos: J. P. Engelbrecht

.............................................................................................................................................................................................
Publicado em 20.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeitura Itinerante anuncia obras em comunidades de Paciência

Na manhã desta quarta-feira, dia 20, o Prefeito Eduardo Paes visitou as comunidades Nova Jersey e Alto Urucânia, em Paciência, na Zona Oeste da cidade, onde anunciou obras de urbanização com investimento total de 3,2 milhões de reais.

As licitações para essas obras, que devem começar ainda neste semestre, foram publicadas no Diário Oficial do Município de hoje. Na localidade Nova Jersey, a obra - que está parada desde o final do governo passado - vai ser finalizada com serviços de drenagem e pavimentação na Rua Hélio Ribeiro e em outras dez vias.

O prazo de execução da obra é de 60 dias. Já a comunidade Alto Urucânia receberá drenagem, calçamento e esgotamento sanitário, reparos na rede de água e outras ações de urbanização, nas ruas José Silton Pereira, Hélcio Pereira Fortes e João Carlos Haás Sobrinho, além de toda a área das vias projetadas 01 até 08. - É muito importante poder morar em um lugar com qualidade de vida, com urbanização e com dignidade. A Zona Oeste da Cidade é a área que mais precisa desses investimentos – comentou o prefeito durante a visita. - Aqui é um desses lugares em que as pessoas têm que colocar saco plástico nos pés para poder ir trabalhar todos os dias. O que a gente quer é que isso, em pouco tempo, esteja acabado – afirmou.

Paes ressalvou que as obras nas duas comunidades devem começar em 45 dias. "Mas fizemos questão de estar aqui hoje, para garantir a vocês que as coisas vão acontecer" sublinhou ele na comunidade de Urucânica, ao falar para as cerca de 100 pessoas que acompanhavam a visita, entre moradores e representantes comunitários.

Qualificação em Informática - Ainda na comunidade Urucânia, o Prefeito entregou 99 diplomas de conclusão dos cursos de Informática Básica, Informática Avançada e de Auxiliar de Escritório Informatizado, promovidos na localidade pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego (SMTB), e pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Ao lado do secretário municipal do Trabalho e Emprego, Augusto Ribeiro, Eduardo Paes destacou a importância dessa formação oferecida pelo Município para conquistar uma vaga no mercado de trabalho. - Esses cursos que a Secretaria Municipal do Trabalho e Emprego (SMTE) promove são parte de uma ação decisiva, que pode representar um grande diferencial na vida de cada um dos formados. Ter noções de informática hoje é fundamental para conseguir um espaço no mercado – explicou Paes. As aulas de informática foram ministrada num ônibus especialmente adaptado para as atividades, com computadores ligados à Internet e instrutores capacitados pelo governo federal. Cada curso teve duração de três meses e os certificados são homologados pelo Ministério da Educação (MEC).

Texto: Karine Fonte | Fotos: Beth Santos

.............................................................................................................................................................................................
Publicado em 20.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA OESTE


Prefeito participa de aula inaugural de reforço escolar na Zona Oeste

O prefeito Eduardo Paes e a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin, participaram na manhã desta terça-feira, dia 19, da aula inaugural do projeto de Reforço Escolar, voltado para alunos com dificuldades em aprendizagem em Português e Matemática. O lançamento da atividade foi na Escola Municipal Francisco José Antônio, em Santa Cruz, e faz parte das ações da Prefeitura Itinerante na Zona Oeste.

Durante o evento, o prefeito acompanhou uma aula de reforço de português para alunos do 4º e 5º anos, em que recebeu orientações de voluntários que atuarão junto aos professores nessa atividade com o caderno de reforço (cadernos especiais de conteúdos). Na ocasião, o professor voluntário analisou a fábula “A Leoa e a Raposa”, estimulando a leitura e a compreensão de texto pelos alunos.

Paes também participou da aula, ajudando os estudantes na elaboração das respostas. Para o prefeito, essa ação é muito importante para o futuro das crianças. - Esse projeto que está começando aposta no futuro das crianças, que são também o futuro da cidade. E esse futuro a gente constrói na escola. Essas crianças passam mais tempo aqui do que em casa. Por isso, é muito importante que a escola seja um lugar que prepare cada um para a vida – afirmou, ressaltando o trabalho do governo para que até o fim do ano a cidade do Rio tenha a melhor rede de ensino público do Brasil. - Nós vamos de qualquer jeito ensinar as nossas crianças. Aqui, nessa escola, o reforço será feito com voluntários que terão uma ajuda de custo para poder realizar esse trabalho e vamos poder permitir que as crianças da cidade do Rio de Janeiro voltem a ter direito a um futuro. Estamos buscando melhorar e já contratamos em cinco meses de governo dois mil professores. Vamos ampliar essa contratação até o fim do ano e acabar com essa falta de professores, além de construir cada vez mais escolas. Educação é prioridade! – destacou.

Em seguida, Eduardo Paes e Cláudia Costin visitaram a classe de realfabetização, onde os estudantes considerados analfabetos funcionais – com dificuldades de escrever, ler e interpretar textos - terão aulas ministradas somente por professores, utilizando material elaborado pelo Instituto Ayrton Senna. De acordo com a secretária Cláudia Costin, todas as crianças receberão a atenção necessária para alavancar a qualidade na Educação do Rio. - A recuperação e a realfabetização dos alunos são fundamentais para mudarmos a realidade da educação na cidade e nós vamos devolver a estas crianças o direito de aprender! – disse. Ainda na quadra poliesportiva da escola, o prefeito observou o trabalho de dinâmica de 134 voluntários que atuarão em unidades da 10ª Coordenadoria Regional de Educação, apoiando os professores nas atividades com o Caderno de Reforço.

A região da Zona Oeste foi a escolhida para o início do projeto de Reforço Escolar porque concentra 51.159 alunos com deficiência em Português e 99.543 em Matemática. Para a realização dessa ação, 622 voluntários foram recrutados pela Secretaria Municipal de Educação, para atuar em 3.377 turmas distribuídas em 311 escolas da região. A partir da próxima semana, o projeto será aplicado em toda a rede municipal de ensino. Já para a atuação nas classes de realfabetização naquela região, onde foram identificados 8.977 analfabetos funcionais, 600 professores foram capacitados pelo Instituto Ayrton Senna. A metodologia é certificada e indicada pelo Ministério da Educação e já foi aplicada em 472 municípios, com um índice médio de alfabetização de 93%.

O evento contou com a participação do subprefeito da Zona Oeste, Edimar Teixeira, autoridades municipais, da coordenadora da 10ª CRE, diretores e professores, além de convidados. Gentileza gera Gentileza – Após a visita à escola municipal, o prefeito seguiu para o Colégio Monteiro Passos, em Realengo, onde participou de um debate com 90 alunos do 6º ano, que participam do projeto “Gentileza gera Gentileza”. O objetivo é incentivar os estudantes a resgatar os valores civis e éticos. Durante as aulas, os alunos foram orientados a escrever cartas para os governantes com pedidos de melhorias para o bairro e adjacências. Sensibilizado com as solicitações e com o projeto da unidade privada, o prefeito decidiu visitar pessoalmente os alunos. No debate, Eduardo Paes respondeu a perguntas sobre os temas violência, educação, saúde, cidadania e crianças abandonadas.

Texto: Juliana Romar | Fotos: J.P. Engelbrecht

.............................................................................................................................................................................................
Publicado em 19.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA NORTE


CET-Rio realiza curso na Zona Oeste para estimular o uso de bicicletas


A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio) promoveu nesta terça-feira, dia 19, o curso “Introdução ao Mundo Cicloviário”, para alunos da Escola Municipal Dr. Jair Tavares de Oliveira, em Campo Grande.

Durante a aula, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a história da bicicleta e sua utilização como meio de transporte para trajetos de pequena e média distância em importantes cidades, como Coppenhagen, Amsterdam e Bogotá.

Os estudantes receberam ainda noções de como trafegar com a bicicleta em segurança, seguindo as regras de trânsito. - O mais conveniente e seguro para os ciclistas é que eles não circulem pela contramão e sigam pela borda da pista - explicou José Lobo, diretor da ONG Transporte Ativo, que ministrou o curso. Ele ainda destacou o crescimento do uso da bicicleta no Rio, que triplicou entre 1994 e 2004, chegando hoje a cerca de 4 milhões de veículos na cidade.

Segundo Lobo, além de proporcionar saúde, a utilização crescente da bicicleta contribuiu para a diminuição da poluição nas grandes cidades, principalmente “numa cidade como o Rio, onde os automóveis são responsáveis pela metade da emissão de gases poluentes”. De acordo com Mauro César Ferreira, coordenador do Centro de Educação para o Trânsito da CET-Rio, a Companhia vai programar mais cursos como esse, para disseminar o uso da bicicleta. -

O Rio dispõe hoje de cerca de 150 quilômetros em ciclovias e esse número tende a aumentar, pois novos projetos de transporte, como o corredor expresso T5, contemplam a construção de ciclovias. A integração entre a bicicleta e outros meios de transporte é uma tendência que veio para ficar – ressaltou.

Foto: AF Rodrigues

.............................................................................................................................................................................................
Publicado em 19.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA NORTE


Fazenda intensifica atendimento aos contribuintes durante Prefeitura Itinerante

Durante a realização do projeto Prefeitura Itinerante, de 17 a 23 de maio, na Zona Oeste carioca, a Secretaria Municipal de Fazenda (SMF) intensificará o atendimento dos Postos de Serviços de Atendimento Descentralizados(SADs)da região.

Localizados em Campo Grande e Bangu , os postos prestam aos contribuintes os seguintes serviços em relação ao IPTU: certidões, segunda via de cobrança anual, alteração cadastral (proprietário/destinatário) e abertura de processos (exceção para revisão de valor venal), além de retirar dúvidas relativas ao imposto e fornecimento de boletos para pagamento de cotas em atraso.

Criados há quase 20 anos, os atendimentos mais solicitados no SADs são: segunda via do IPTU, alterações de proprietário e destinatário, informações e orientações em geral e também processos de revisão de dados de cadastro. Para facilitar o acesso do contribuinte aos serviços públicos, a SMF disponibiliza 10 SADs espalhados por todas as regiões da cidade. Este atendimento descentralizado também ajuda a diminuir a concentração de atendimento no posto que fica na sede da SMF, localizado na Cidade Nova.

SERVIÇO
SADs da Zona Oeste:
Campo Grande: Rua Amaral Costa, 140. Telefone 3394-3020.
Bangu: Rua Silva Cardoso, 349. Telefone 3331-9713.
Funcionamento: de segunda a sexta-feira, de 9 às 16h.

.............................................................................................................................................................................................
Publicado em 19.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA NORTE


Prefeito anuncia criação de nova linha de ônibus e inicia obras de urbanização


O prefeito Eduardo Paes se reuniu na manhã desta segunda-feira, dia 18, com secretários municipais, vereadores e lideranças comunitárias na Subprefeitura da Zona Oeste, em Campo Grande, onde montou o gabinete da Prefeitura Itinerante. Eduardo Paes discursou para representantes de 32 associações de moradores da região, e anunciou a criação de uma linha de ônibus na Zona Oeste integrada ao metrô, chamada de "Expresso Oeste", que ligará Santa Cruz, Campo Grande e Bangu ao metrô.

Além disso, ele pretende implantar o Bilhete Único na região. - Estamos redesenhando a questão do transporte na cidade, principalmente na Zona Oeste, onde está completamente desestruturado - disse o prefeito, que também quer regularizar o transporte alternativo, transformando-o em transporte complementar. O prefeito do Rio informou que sua prioridade para a região é a saúde, área em que promete anunciar investimentos ao longo dos 15 dias do projeto na Zona Oeste, como a construção de UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e a implantação do programa Saúde da Família. Segundo Paes, serão investidos cerca de R$ 30 milhões este ano para a implantação de uma rede de saúde.

- A Prefeitura do Rio tem um grande plano de saúde para a Cidade, e vamos começar por aqui, por ser a região que mais precisa de atenção nesse sentido. Vamos priorizar os investimentos em saúde básica, principalmente no Programa Saúde da Família e no bom funcionamento dos postos de saúde, prometeu. Durante o encontro, em que recebeu solicitações prioritárias de cada representante de associação de moradores, o prefeito também falou sobre educação, comemorando o início das aulas de reforço escolar na região, nesta terça-feira, dia 19, e a implantação do programa "Escola do Amanhã", que envolve atividades de diversos órgãos municipais no intuito de manter o interesse de alunos que vivem em áreas de risco em permanecer na escola.

O programa inclui aulas em horário integral e atividades esportivas e culturais, entre outras benfeitorias. Em entrevista à imprensa, Eduardo Paes destacou a importância do projeto Prefeitura Itinerante para a cidade e urgência em aplicá-lo na Zona Oeste. - É um projeto que permite à Prefeitura focar especialmente uma determinada área da Cidade, visitando todos os bairros, ouvindo os moradores e definindo prioridades. E a Zona Oeste é a área que mais precisa de atenção, por estar abandonada há tanto tempo. Em seguida, o Prefeito acompanhou o início das obras de urbanização nas comunidades Areal (Guaratiba), Vila Catiri (Bangu) e Vila João Lopes (Realengo), com investimento total de R$ 20.408.214,00. Acompanhado pelos secretários municipais de Obras, Luiz Antônio Guaraná, e de Habitação, Jorge Bittar, Eduardo Paes vistoriou o trabalho dos operários e conversou com moradores. Financiadas pelo Programa Pró-Moradia, da Caixa Econômica Federal, com recursos do FGTS, as obras preveem a implantação de redes de água, esgoto e drenagem, pavimentação e iluminação pública.

Além disso, em Vila Catiri está prevista a construção de 117 moradias para famílias que ganham até três salários mínimos. O secretário de Habitação, Jorge Bittar, espera concluir as três intervenções em até dez meses. - Tenham certeza de que as obras não vão parar, e que estaremos na Zona Oeste, no começo do ano que vem, para inaugurarmos as três - afirmou. Além disso, Eduardo Paes lamentou o incidente com Escola Municipal Presidente Médici, em Bangu, arrombada na manhã de hoje. A unidade teve pias e torneiras roubadas, e equipamentos quebrados. Esta é a sétima vez que a escola, que tem cerca de 700 alunos, é alvo de bandidos. - É lamentável que isso aconteça. Por isso, vamos conversar com a Secretaria de Segurança e solicitar atenção especial a essa escola para que o problema não se repita.

Texto: Flavia David | Foto: Beth Santos


.............................................................................................................................................................................................
Publicado em 18.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA NORTE


Comlurb faz megaoperação em 22 bairros da Zona Oeste


Comlurb intensifica, nesta semana, os serviços de limpeza na Zona Oeste da Cidade, como parte das atividades da Prefeitura Itinerante na região. De domingo a sábado, dias 17 a 23 de maio, 762 garis atuam com apoio de 456 veículos e equipamentos em 22 bairros, com serviços de varrição, capina, roçada, ceifagem, remoção de resíduos e entulho, limpeza de sarjetas e caixas de ralos, canteiros, poda de galhos de árvores, manejo de árvores, manutenção de praças e remoção de cartazes.

Faz parte da operação a revitalização dos Ecopontos: Marmiari, Viegas, em Senador Camará; Santa Cecília, Avencas, Estrada do Engenho, em Bangu; Helianto, e Padre Miguel e Fia, em Padre Miguel. Os Ecopontos são instalações criadas para recebimento de entulho de obra, galhadas e outros materiais transportados por catadores, carroceiros e moradores, que oferecem uma alternativa ambientalmente adequada para a disposição dos resíduos.

A megaoperação de limpeza acontece em: Bangu, Padre Miguel e Senador Camará: Rua Falcão Padilha, Praça Horácio Hora, Rua Sabogi, Rua Sul América, Rua Cel. Tamarindo (entre Rua Falcão Padilha e Rua Ceres), Rua da Chita (entre a Rua Cel. Tamarindo e Rua Sul América), Avenida Ministro Ari Franco (entre Rua Cel. Tamarindo até o Parques e Jardins), Rua Figueiredo Camargo (entre a Rua Avenida Ribeiro Dantas a Rua F), Rua Sofia, Rua Andorra (Calçadão de Padre Miguel), Rua Santana do Ipanema (entre Rua Marechal Marciano e Rua Figueiredo Camargo), Avenida Santa Cruz (entre a Rua 12 de Fevereiro e Rua dos Açudes), Rua Silva Cardoso (entre Av. Santa Cruz e Rua Francisco Real), Avenida Cônego de Vasconcelos (entre Av. Santa Cruz e Rua Santa Cecília), Rua Fonseca (entre Avenida Santa Cruz e Rua Santa Cecília), Rua Santa Cecília (entre Rua Bangu e Rua Silva Cardoso), Rua da Feira (entre Rua Fonseca e Rua dos Açudes) e Praça da Fé, Praça Miami, Avenida Brasil (entre as travessas Potossi e Puebla), Rua Tunísia (entre as travessas Potossi a Puebla), Rua Carlos B. Filho (entre Avenida Brasil e Avenida Etiópia), Rua Nestor A. Pinto (entre Avenida Brasil e Av. Etiópia), Rua de Acesso (entre Rua Tunísia e Avenida Brasil), Avenida Brasil (entre as travessas Pavia e Servilha), Praça Dolomitas, Avenida Guianas (da Avenida Brasil a Rua Alfredo de Albuquerque), Rua Oscar Ferreira (entre Avenida Brasil e Rua Alfredo Albuquerque), Rua Lomé (entre Avenida Brasil e Rua Alfredo Albuquerque), Rua Alfredo Albuquerque (entre Rua Lomé e Rua Oscar Ferreira) e Avenida Brasil (entre as ruas Paulino Sacramento e Otaviano Romeiro).

Feiras Livres: Cherburgo, Rua Professor Clemente Ferreira, Coronel Tamarindo e Avenida Marrocos. Rua Marechal Marciano (entre Rua da Chita e Rua General Gomes de Castro), Praça da Rua Santo Evaldo, Viaduto Valdemar Viana, Praça General Gomes de Castro e Praça do Cruzeiro, Rua Francisco Brício (rio Catarino) e Praça Eco Barata, Rua Barão de Capanema, Avenida Drª Maria Estrela, Estrada do Quafá (Parque do Mendanha) e Avenida Carlos Sampaio Correia (rio Sarapuí).

Realengo, Deodoro, Vila Militar, Campo dos Afonsos, Jardim Sulacap e Magalhães Bastos: Avenida Marechal Fontenelle, Rua Albérico Diniz, Rua Japoré, Praça Dom Helder Câmara, Estrada do Catonho, Promorar I e II, Rua Capitão Teixeira, Rua Guarulhos, Rua José Martins, Rua Pedro Gomes, Rua General Raposo, Rua Olímpia Esteves, Rua Murundu, Congonhas e Vila Nova até Helianto, e Rua Helianto, Rua Limites e Rua Oliveira Braga. Campo Grande, Bangu, Vila Kennedy, Cosmos, Inhoaíba, Paciência, Tancredo Neves e Santa Cruz: Estrada Mato Alto, Estrada do Cachamorra, Rua Barão de Capanema, Rua Dom Sebastião, Rua Belmiro Valverde, Rua Campo Grande, Rua Guarujá, Estrada Urucânia, Avenida Brasil, Carobinha, Estrada da Caroba e Avenida Cesário de Melo. Campo Grande, Cosmos e Inhoaíba: Avenida Joaquim Magalhães, Rua Campo Grande, Estrada das Capoeiras, Estrada da Posse, Estrada do Lameirão, Estrada do Campinho, Rua Campo Grande, Rua Dom Pedrito, Rua Coxilha, rua Guarujá, Rua Taquarembó, Estrada do Pedregoso, Avenida Paulo Afonso e Avenida Manuel Caldeira de Alvarenga, Estrada do Pedregoso, Estrada Guandu do Sapê, Avenida Manuel Caldeia de Alvarenga, Estrada Guandu do Sapê, Estrada do Tingui, Avenida Manuel Caldeira de Alvarenga, Avenida Pedro Geraldo de Almeida e Estrada Carvalho Ramos. Senador Vasconcelos e Santíssimo: Avenida Santa Cruz, Estrada Do Pré, Estrada da Cachamorra, Avenida Cesário de Melo, Rua Artur Rios, Estrada do Mato Alto, Avenida Belmiro Valverde e Avenida Dom Sebastião. Sepetiba, Paciência e Santa Cruz: Conjunto Rio Urbe (Santa Veridiana), Avenida Cesário de Melo, Avenida Padre Guilherme Decaminada, Rua Felipe Cardoso, Reta João Vinte e Três, Estr. Paciência, Estrada Urucânia, Estrada da Pedra (Trevo Avenida das Américas), Estrada Sepetiba, Esqueleto e Praia de Sepetiba. Pedra de Guaratiba, Barra de Guaratiba e Guaratiba: Estrada do Magarça, Avenida das Américas, Estrada da Matriz, Trevo da Pedra e Estrada do Mato Alto.

A Comlurb pede que os motoristas redobrem a atenção, pois os garis atuam junto às pistas.

.............................................................................................................................................................................................
Publicado em 17.05.2009

PREFEITURA ITINERANTE NA ZONA NORTE


Evento de Saúde e Ação Social inicia o Prefeitura Itinerante na Zona Oeste


Uma grande Feira de Saúde e Cidadania, com direito a campanha contra a dengue, serviços sociais e muita diversão para as crianças, abriu neste domingo, dia 17, o programa Prefeitura Itinerante na Zona Oeste carioca.

O evento, realizado na Praça Eco Barata, em Realengo, teve a presença do prefeito Eduardo Paes, que destacou a força simbólica da iniciativa, ao concentrar esforços e recursos em áreas da cidade que mais carecem da atenção do poder público.

– Eu mesmo já estive umas 500 vezes na Zona Oeste desde que assumi, mas com o Prefeitura Itinerante a população pode ter a certeza de que vai ter à mão um governo voltado para as ações necessárias aqui na região – afirmou Paes, que preferiu inverter a ordem das ações: em vez de anunciar a primeira medida do Prefeitura Itinerante, avisou que ao final dos 14 dias de visitas e consultas à população, vai lançar um Plano de Saúde Integrado, contemplando toda a Zona Oeste e ainda as demais regiões da cidade.

– É um Plano que poderá ser fiscalizado pela sociedade, que terá metas claras a serem cumpridas e será verdadeiro com as pessoas. Porque um prefeito não faz mágica, não vai resolver todos os problemas da saúde pública em seis meses de governo, mas pode reestruturar a rede de saúde – defendeu, após ser homenageado pela bateria da Escola de Samba Mocidade Independente de Padre Miguel. Em entrevista à imprensa, o prefeito ainda enumerou outras ações que também começam nas próximas duas semanas, entre elas uma série de obras de urbanização em comunidades, a começar por esta segunda-feira, dia 18, nas localidades Areal (Guaratiba), Vila Catiri (Bangu) e Vila João Lopes (Realengo). – Não é simples recuperar a conservação depois de tanto tempo de abandono, mas hoje já triplicamos o volume de asfalto aplicado nas ruas, e a Rioluz está retomando sua capacidade de fazer reparos e instalar novos pontos de iluminação, e a Cidade vai passar a estar de fato arrumada e organizada até o fim do ano – assegurou.

Eduardo Paes também antecipou a implantação do Expresso Oeste, com de ônibus que vão ligar a linha 2 do Metrô aos bairros de Santa Cruz, Campo Grande e Bangu, pagando apenas uma tarifa. – E vamos avançar na implantação do Bilhete Único, o que não é uma coisa fácil, mas já estamos fazendo os estudos necessários. Nessa ação, a principal população beneficiada será a da Zona Oeste – contou o prefeito, após comentar as medidas emergenciais que tomou em relação às empresas de ônibus Ocidental e Oriental, que atuam na região e foram alvo de denúncias, na primeira quinzena de maio, por prestarem maus serviços à população.

Novo posto de saúde – Ao lado dos secretários municipais de Saúde, Hans Dohman; de Obras, Luís Antônio Guaraná; e de Ordem Pública, Rodrigo Bethlem, além do subprefeito da região, Edimar Teixeira, o prefeito também visitou as obras do novo posto de saúde local, que está sendo construído na esquina das ruas Elianto e Olimpo Esteves. Paes confirmou a inauguração da unidade para outubro deste ano. Ao final, o prefeito e sua equipe também visitaram o Ciep Padre Paulo Correia de Sá, onde problemas com a construtora responsável atrasaram em mais de um ano a conclusão das obras de reforma. Eduardo Paes determinou ao secretário de Obras que as obras sejam retomadas até o final de junho.

Feira de Saúde – Durante todo o domingo, mais de 20 barracas de várias secretarias e órgãos municipais, coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil, celebram o início do Prefeitura Itinerante oferecendo diversos serviços, em especial os de medição de pressão arterial, orientação contra osteoporose e doenças de coluna, escovação e aplicação de flúor e orientação no combate à dengue – inclusive com teatro educativo e palestras. Instalados em frente à Escola Municipal Frei Vicente Salvador, os estandes incluem também exposição de artesanato produzido por pessoas com deficiência atendidas pela Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (MPD); educação ambiental e orientações sobre conservação de água, dadas pelas equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente; corte de cabelo gratuito; cursos rápidos sobre primeiros socorros, dados por técnicos da Defesa Civil Municipal; e ainda inscrições e orientações sobre programas sociais como o Bolsa Família, dados por funcionárias da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). Para a garotada, estão programadas apresentações de grupos teatrais e circenses, e ainda atividades recreativas promovidas pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL). A Secretaria também aproveita a ocasião para dar informações e pré-cadastrar interessados em participar de atividades esportivas nas vilas olímpicas municipais.

Texto: Karine Fonte | Beth Santos

.............................................................................................................................................................................................
 
 
Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
Todos os direitos reservados - Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro